© COPYRIGHT 2020. Todos os direitos reservados. Designe e programação Emoda.

  • Pinterest
  • Facebook ícone social
  • Instagram

milão: lugares que amei

Atualizado: 1 de Nov de 2018


Já fazia um bom tempo que eu queria fazer uma viagem internacional para estudar sobre moda, e semana passada o que aconteceu??? Milão me conheceu (hahaha)

Foi minha primeira viagem internacional e já foi em grande estilo, fui estudar sobre tendências da moda, um curso internacional que a Juliana Bacellar ministra todos os anos. Fui acompanhada por pessoas maravilhosas, por isso viajar em grupo foi uma experiência marcante.

Vamos lá! Quero falar um pouco sobre os lugares que mais amei, tanto nos passeios quanto nas aulas. Como fomos focadas nos estudos e tínhamos pouco tempo, ficamos mais no “miolo” de Milão.

No primeiro dia fiquei igual uma tonta, queria ver tudo e nem olhava para os lados quando atravessava a rua. Minha sorte é que quando um pedestre pisa na rua todos os carros param. Acho que ninguém percebeu que eu era turista né?


Um lugar que me encantou foi a Catedral do Duomo, que lugar lindo! Cada detalhe desta Catedral é um pedaço de história. Quem me conhece sabe que uma das minhas paixões é a música e bem no momento que eu estava dentro da Catedral o órgão começou a tocar (gravei um pouco e coloquei nos destaques do meu instagram), pra mim foi um momento mágico, pois a música me remete a muitas lembranças.

Catedral de Milão

Durante o curso, na parte prática, passamos por muitos lugares, vou falar de apenas alguns:


Ateliê Antonio Marras – Nesse ateliê encontramos peças únicas e inusitadas, que você olha e diz “nunca usaria”, mas quando faz a combinação certa fica lindo!!! Roupas estilizadas misturando o antigo com o moderno, porém o que prevalece é a pegada vintage.

Ateliê Antonio Marras

Tod’s - Tivemos uma aula inspiradora falando sobre tradição e qualidade dos sapatos da marca e pudemos ver como os milaneses são bairristas, sempre dando preferência para o que é feito na sua cidade e nas lojas do seu bairro.

Instituto Marangoni – nesse Instituto vimos mais sobre modelagem, como funciona e como a Marangoni trabalha na área da moda.

Museo Armani – A história de Giorgio Armani é incrível, ele veio do nada e hoje é uma potência. Ele cursou dois anos de medicina antes de se apaixonar pela moda, iniciou seu trabalho como vitrinista trabalhando na loja La Renascente (uma das lojas que tivemos aula). O percurso que ele trilhou para chegar onde está é uma inspiração para nós que estamos começando.

Conhecer a história de Giorgio Armani, como tudo começou, o funcionamento da empresa, andar pelo Museo Armani, mudou meu pensamento sobre moda, abriu minha mente e me fez ver que tudo é possível.

Museu Armani

No geral todas as ruas eram lindas, fiquei admirando cada detalhe!

Eu tentando tirar foto nas ruas de Milão

Falando de comida, a gastronomia de Milão é muuuuito boa, hahaha. No geral comi muito presunto de parma e muita, mas muita massa, pães, paninis, pizza e macarronada.

Comi sorvete em três lugares diferentes, dois eram muito bons, mas aqui no Brasil também temos lugares ótimos, um deles não era tão bom assim, mas era em formato de flor e ficou lindo na foto.


E café, amo café, experimentei todos que podia e sempre que podia, em lugares que pareciam simples, mas que tinham a melhor vista da Catedral, e também em lugares muito charmosos e fofos.

Agora, fiquei de cara com a Starbucks em Milão, é gigante e linda, vou deixar as fotos falarem por mim...

Starbucks Milão


Contei “resumidamente” os lugares que mais gostei e minha experiência gastronômica em Milão, mas fica de olho que ainda falarei sobre as aulas de tendências que tive e as vitrines que vi lá, e também sobre os produtos que comprei...


XOXO, Até mais!